Ausência de doença? Sentir-se bem? Cuidar de seu corpo? Cuidar de sua mente? Espírito?

Como definição dada pela OMS, a Saúde é definida como: “A medida que um indivíduo ou grupo é capaz, por um lado de realizar aspirações e satisfazer necessidades e, por outro, de lidar com o meio ambiente. A Saúde é, portanto, vista como um recurso para a vida diária, não o objetivo dela; abranger os recursos sociais e pessoais, bem como as capacidades físicas, é um conceito positivo.” O relatório Lalonde sugere que existem quatro determinantes gerais de saúde, incluindo: biologia humana, ambiente, estilo de vida e assistência médica. Isso é uma definição ocidental criada no Pós Guerra.

A visão da Medicina Tradicional Chinesa: “Para ter saúde temos que equilibrar corpo, mente, espírito e sistema energético.”

Bem acredito que não tenhamos que escolher entre uma ou outra, e sim usar, dependendo do que tenhamos de objetivo ou do momento que estamos, os instrumentos necessários para nos manter em equilíbrio e desenvolver nosso processo de aprendizado e crescimento nesse grande mistério que é a vida!

Depois de alguns anos trabalhando com corpo chego à conclusão de que este é o melhor instrumento para nos desenvolvermos e melhorarmos, assim como a todo um sistema familiar que nos antecedeu, desde nossa primeira célula enquanto família. É um grande Mistério como esse processo evolutivo acontece exatamente. De onde viemos, o que estamos aqui fazendo e para onde vamos. Podemos perceber, sentir, imaginar, ter uns relances, mas certeza mesmo, só temos através das sensações em nosso corpo. Então acredito ser esse Corpo o grande instrumento de evolução. É por onde sentimos, percebemos e podemos agir, nos movimentar e direcionar nossas ações.

É perfeito em sua constituição e funções. Aguenta tantas coisas, durante tantos anos e mesmo assim continua nos levando e possibilitando caminharmos, conquistarmos coisas, gerarmos. Enfim, tudo que realizamos é através desse corpo…..por isso é nosso Templo Sagrado, onde mora a vida, nosso maior bem!

E assim como nos ajuda nesta construção, nos mostra aquilo que temos que trabalhar para melhorar nosso Eu. Fisicamente somos o retrato de nosso interior. Do que sentimos, de como reagimos, de como no comportamos diante das diferentes situações, de como armazenamos as diferentes experiências e, dependendo de como lidamos com a informação recebida podemos gerar conflitos.

Para Hammer existe um caminho que esse conflito percorre e que culmina em doença, sendo esse conceito usado também na Microfisioterapia. Quando você recebe uma informação do mundo ou passa por uma experiência nova pode lidar com isso de várias maneiras. Se consegue absorver, transformar, entender e sentir conforto diante dessa experiência, fica tudo bem e as coisas fluem tranquilamente. Porém se recebe como agressão, ofensa, desprezo, falta de atenção, exclusão e tantos outros sentimentos negativos, isso fica registrado em seu corpo, mente e espírito. Durante a vida passamos por inúmeras e diferentes situações que nos reportam às mesmas sensações dessa que foi desagradável. Na Microfisioterapia preconiza-se que isso faz um caminho de acordo com a formação dos tecidos embrionários atingindo sempre um músculo, uma víscera e um nervo ou parte do Sistema Nervoso.

Para Hammer essa primeira informação é o Conflito Programante; conforme a informação (ou sensação da informação) se repete, temos Conflitos Acumulados e num determinado momento, o desencadeamento da doença, esse é o Conflito Desencadeante.

Podemos dizer que Conflito é o que interfere na vida em determinado momento. Se isso se repete em termos de sensações, dores, frustrações e etc, temos o desenvolvimento das doenças. Não existe regra; cada ser humano reage de uma forma e responde de forma diferente às situações.

E o que dizem as Novas Constelações: não assumir um conflito é rejeitar a vida como ela é. E como quem nos da a vida como é, é a Mãe, adoecer é rejeitar a Mãe. A Saúde Física geralmente vem pela linhagem materna. Através de nosso DNA recebemos a vida por nossa Mãe. A Saúde Mental é dada pela presença do Pai. Então o trabalho nas Novas Constelações nos proporciona olhar para Mãe e Pai além do Humano, com defeitos como qualquer Ser Humano, porém, deles recebemos a dádiva da vida e, só por isso temos que ser gratos. Recebemos tantas coisas de nossos pais, dentro de suas possibilidades e experiências. Fizeram o melhor que podiam para cuidar e nos impulsionar a desenvolver nossa própria existência. Eles vem antes e são sempre os maiores. E isso não quer dizer ser menos, ou pior, ou segundo. Quer dizer que Eles vieram enates e nos deram a vida, e nós devemos ocupar esse lugar de Filho, respeitando quem veio antes e sem exigir mais do que possam nos ter dado. Também não nos sentir superiores quando na velhice se tornam frágeis e tomamos decisões por eles.

São seres humanos como nós que ao nascer herdam as conseqüências de vários traumas familiares assim como nós e descendentes.

E, como o corpo é nosso instrumento de evolução e resolução de conflitos; com ele nos movimentamos e manifestamos nossos talentos, nossas qualidades e dificuldades, é possível trabalhar muitos desses conflitos através do corpo. Nas Novas Constelações, acessamos o campo morfogenético e a dificuldade ali contida que se reflete através de problemas das mais diversas ordens na nossa vida atual. Problemas físicos, emocionais, no trabalho, escola, relacionamentos, dívidas, herança, demandas judiciais, enfim, podemos modificar qualquer condição se olharmos para a realidade do que é ou foi; se dermos um lugar em nossos corações a tudo, aceitando o destino de cada um e respeitando as hierarquias e dando uma ordem melhor a esses antepassados que deram a força de vida para que chegássemos até aqui e tivéssemos a oportunidade de levar nossa família para um condição melhor, aprendendo viver no amor e na abundância.

Podemos fazer isso de várias formas.

As Novas Constelações é um instrumento poderoso de colocar ordem no Sistema Familiar, dando paz e harmonia a esses seres que viveram antes de nós.

Gratidão!

Para trabalhar com diferentes questões envolvendo doenças teremos várias vivências:

Confira as datas – :

• VIVENCIAS EM CONSTELAÇÕES

Fonte: Ciomara Novo – Fisioterapeuta e Consteladora.